Saúde e Bem Estar, Cães

Você sabe o que é Neem?

O Neem é uma árvore de origem indiana, cultuada e muito usada na medicina Ayurveda, que é uma filosofia médica oriental.

No Oriente, o Neem é usado para diversas finalidades, desde tratamento, cura, prevenção de doenças, higiene, cuidados pessoais, cuidados com as plantas e com os animais. Do Neem, usam-se raízes, caule, folhas, flores e semente.

Para nossos pequeninos e amados Pets, usamos o Neem como uma alternativa natural contra ectoparasitas e algumas outras ações coadjuvantes.

Desde a primeira conferência mundial sobre o Neem realizada em Rottach-Egern na Alemanha em 1980, pelo menos seis conferências internacionais foram realizadas para discutir o potencial do Neem.

Devido aos seus mais de 130 compostos, polivalência de aplicações e benefícios para todas as áreas da vida, o Neem vem atraindo a atenção de mais e mais cientistas em áreas relevantes e está entre as espécies botânicas mais estudadas pela ciência nos últimos 30 anos.

Em 1992 as Nações Unidas publicou um livro intitulado Neem: A Tree For Solving Global Problems (Neem: Uma Árvore para Resolver Problemas Globais). Segundo esta publicação, a árvore do Neem é uma das mais promissoras de todas as plantas e pode eventualmente beneficiar todas as pessoas do planeta. Provavelmente, nenhuma outra planta produz tantos e variados produtos ou possui tantos subprodutos exploráveis. De fato, como previsto por alguns cientistas, esta árvore pode inaugurar uma nova era no controle de pragas; repelência; nutrição e medicina veterinária; medicamentos e cosméticos; e talvez até reduza a erosão, o desmatamento e a temperatura excessiva de um globo superaquecido. (1).

Segundo Roseane Barros (ROSEANE BARROS, 2003- 2) a planta Neem (Azadirachta indica) vem se tornando mais e mais importante para a área medicinal, agrícola e pecuária, sendo há séculos utilizada pelo povo indiano e em algumas décadas pelo mundo ocidental. A planta continua sendo estudada para os devidos fins e sua variedade de metabólitos secundários é bem ampla. Todas as partes da planta vem sendo utilizadas há séculos na medicina humana e veterinária e no controle de pragas.

 

Elementos do Neem.

Suas folhas, sementes, raízes, casca, caule, flores e frutos tem mais de 135 princípios ativos, que oferecem diversas possibilidades de aplicação e são utilizados para promover a saúde das pessoas, dos animais, das plantas e do solo (Shaturvedi et al., 2004- 4).

Na alimentação animal, as folhas de Neem são um alimento funcional  e utilizadas em diversos países como ração animal pois contêm nutrientes, proteínas e minerais necessários para boa alimentação animal. As folhas de Neem contém quantidades suficientes de proteínas, aminoácidos, caroteno, minerais, exceto o zinco. O teor de fibra é menor em comparação com outras folhas. Eles também são uma fonte de nitrogênio, potássio e cálcio. O pó das folhas do Neem pode ser misturado ao sal mineral também para controle de carrapatos e mosca do chifre, reduzindo muito o uso de venenos na produção de carne e leite.

 

PRINCIPAIS NUTRIENTES DO NEEM

Segundo Schmutterer (14), cada 100 gramas de neem contém:

PropriedadeQuantidade
Proteína bruta7,0 %
Carboidratos22,9 %
Fibra127000 ppm
Cálcio7,28 mg
Ferro0,80 mg
Gorduras Saturadas0,011 mg
Potássio340 mg
Magnésio11100 ppm
Fósforo6585 ppm
Vitamina C52,8 mg
Vitamina E2000 ppm
VitaminaA 12,2 mg
Tanino60000 ppm

Ainda: Zinco, Molibdênio e cobalto. Outros: Caroteno, Ácido Glutâmico, Ácido Láurico, Ácido elcosanico, Tetradodecanóico, Flavonóides, Etratripermóides, Cistina, Glutâmico, Propina, Alanina, Ácido Aspártico e Tirosina.

 

Na veterinária, o uso tópico dos extratos de Neem, tanto no animal como no ambiente onde vivem, ajuda no controle de carrapatos e outras pragas e doenças de pele. O Neem oferece diversas alternativas aos remédios químicos para tratar vermes, parasitas, doenças de pele (Martinez 2002 -5).  Além de promover a saúde do sistema imunológico e dentes fortes e saudáveis. Por ser rico em vitamina E, ômega 6 e ômega 9, Neem ajuda a controlar a queda dos pelos, mantendo a vitalidade, o brilho e a maciez, por isso tem sido muito utilizado em cosméticos veterinários como shampoo, sabonete ou spray.

Como Repelente, vem sendo usado a milênios contra insetos e pragas domésticas nos continentes asiático, africano e mais recentemente em países como Estados Unidos, Nova Zelândia, Austrália e Alemanha. Segundo estudos da UFV, Universidade Federal de Viçosas, MG, a neem vem sendo empregada na forma de extratos, como repelente e no controle de cerca de 300 insetos-praga em vários países, inclusive o Brasil.

No setor agrícola, o Neem e seus derivados têm grande relevância pois atuam como biodefensivos contra inúmeras pragas e doenças, sem afetar animais de sangue quente e organismos benéficos. Neem oferece para cultivos, produtos eficazes, de excelente custo-benefício, proporcionando uma agricultura mais sustentável.

Na medicina, a Árvore do Neem é conhecida como One Tree Pharmacy por oferecer cura natural para uma série de disfunções do organismo. O Neem, quando ingerido, fortalece o sistema imunológico, o sistema digestivo, potencializa o fígado, equilibra o açúcar reduzindo os níveis de glicose e funciona como um purificador do sangue. Seu uso tópico promove a saúde dos cabelos, da pele e das unhas, tratando queda de cabelo, escamações do couro cabeludo, fungos, eczemas, acne, manchas, psoríase e outras enfermidades cutâneas. O Neem é utilizado na higiene oral desde tempos ancestrais, quando suas propriedades bactericidas e antissépticas já eram conhecidas. Os galhos finos dessa árvore, ainda hoje, são a escova de dentes de milhões de indianos.

Segundo a classificação taxonômica de Jussieu (1830), o Neem é classificado como pertencente à ordem Rutales, subordem Rutinae, família Meliaceae, sub-família Melioideae, tribo Melieae, gênero Azadirachta e espécie indica.

 

Composição química do Neem e bioativos

Segundo Mossini & Kemmelmeier, o Neem é uma árvore milenar, nativa da Índia, que vem sendo utilizada há séculos para os mais variados fins. Suas atividades medicinais, cosméticas e bio-inseticidas têm sido fonte de grande interesse na pesquisa científica. A planta fornece grande número de metabólitos secundários com atividade biológica, sendo a azadiractina considerada de maior importância ecológica. A pesquisa envolvendo a planta vem crescendo nos últimos anos, devido à procura por métodos ambientalmente seguros no controle de pragas, sendo evidente que a árvore pode desempenhar um papel importante no manejo integrado de sistemas, e devido aos seus comprovados efeitos medicinais.

Ainda segundo Mossini & Kemmelmeier, a química do Neem é capaz de se proteger contra grande número de pragas por meio de uma grande quantidade de compostos bioativos. Seus principais elementos químicos são uma mistura de 3 ou 4 compostos correlatos, que podem ser modificados em mais de 20 outros menores, porém não menos ativos. No geral, esses compostos pertencem à classe dos produtos naturais conhecidos por triterpenos, mais especificamente limonoides. De fato, pelo menos 9 limonoides de Neem têm demonstrado habilidade em bloquear o desenvolvimento de pragas. Dentre esses, o limonoides ou tetranortriterpenoides azadiractina é o mais estudado e mais potente. Apesar de os compostos bioativos presentes no Neem serem encontrados em toda a planta, aqueles presentes primeiramente nas sementes e folhas são os que possuem compostos mais concentrados e acessíveis, facilmente obtidos por meio de processos de extração em água e solventes orgânicos como hidrocarbonetos, álcoois, cetonas ou éteres. Nimocinolide e isonimocinolide foram detectados nas folhas frescas (Siddiqui et al., 1986).  Alguns outros compostos, tais como alcanos, foram isolados a partir de folhas secas (Chavan 1984, Chavan e Nikam, 1988).

Segundo publicação da Biblioteca Nacional de Medicina dos EUA, Institutos Nacional de Saúde intitulada “Uso terapêutico do Neem”, o Neem é um membro da família Meliaceae e seu papel como promotor da saúde é atribuído a riqueza de componentes principalmente por ser uma uma fonte rica de antioxidantes.

Sua composição inclui também muitos flavonóides dentre os quais a quercetina (um flavonoide polifenólico) que é conhecida por ter propriedades antibacterianas e antifúngicas.

Os constituintes das folhas de neem incluem proteína (7,1%), carboidratos (22,9%), minerais, cálcio, fósforo, vitamina C e caroteno, ácido glutâmico, tirosina, ácido aspártico, alanina, pralina, glutamina e cistina como aminoácidos e vários ácidos graxos (dodecanóico, tetradecanóico, elcosanico). Quercetina (flavonóides) e nimbosterol (ß-sitosterol), bem como número de liminoides, azadiractina, nimbina e seus derivados que tem ação inseticida.

Segundo a vasta literatura internacional agrupada no livro “O NIM: Azadirachta indica Natureza, Usos Múltiplos, Produção” de Sueli Martinez publicado pelo IAPAR de Londrina em 2002, a extração alcoólica é o processo mais direto de extração dos compostos do neem em forma concentrada. Liminoides são altamente solventes em álcool.

Mas, como age o Neem contra pulgas, carrapatos e mosquitos?

O Neem é composto por diversas propriedades que se assemelham à estrutura hormonal dos insetos e, com isso, causam diversos distúrbios nos mesmos.

A azadirachtina foi um dos primeiros princípios ativos a serem isolados do Neem e já provou ser o principal ingrediente no combate aos insetos.

Atribui-se a azadarachtina cerca de 90% dos efeitos causados nos insetos.

A azadarachtina isolada não mata instantaneamente os insetos porém os impede de continuar se alimentando. Além disso, interfere no seu desenvolvimento e crescimento. Na verdade, ela é tão potente que um simples traço da sua presença impede que alguns insetos cheguem até a tocar nos animais!

Os vários estudos demonstraram que o mecanismo de ação da Azadarachtina pode ser conforme abaixo relacionados:

  1. Efeito Anti-alimentar via oral.
    a) Principal : Inibe a atividade dos receptores de sensibilidade gustativa da cavidade oral, modifica a ingestão normal de alimentos e a capacidade alimentar prospectiva dos Insetos.
    b) A ingestão de princípios ativos junto com o alimento conduz a inanição e morte.
  2. Ação Dermal:Penetra através da cutícula dos insetos e inibe a síntese de quitina, provocando, então desidratação e morte.
  3. Efeito Repelente:Os componentes no Neem fazem com que o inseto afaste naturalmente.
  4. Efeito metamorfose:Devido a mudanças no comportamento locomotor e estacionário dos insetos, em alguns casos o acasalamento, assim como a comunicação sexual é afetada.
  5. Efeito Destruidor do Crescimento:Pela inibição do crescimento normal do inseto por meio da interferência nos ciclos de mudança. Suprime a atividade da ecdysona e a larva não efetua a mudança de fase, mas fica na fase jovem para sempre até que eventualmente morre.
  6. Efeito na sobrevivência e reprodução pela ação inibidora da ovoposição:Quando a fêmea atinge o período de postura do seu ciclo de vida, a ovoposição é suprimida ou inibida.
  7. Efeito no Sistema Endócrino:Os extratos de Neem são acumulados no sistema neurosecretório do inseto, e por cruzarem a barreira cerebral, são concentrados no corpus cardiacus , resultando em uma menor utilização das proteínas neuro-secretórias.

Mas, para garantir a eficácia contra pulgas e carrapatos, é preciso fazer o uso associado dos produtos.

@stevejobs.bull com seu Spray Neem Pet.

Então, se eu usar APENAS o Spray Neem Pet o pet estará livre de pulgas e carrapatos?
R: Não necessariamente.

É preciso aplicar no sentido contrário ao pelo para haver a absorção dermal e raramente o animal permite a aplicação, por isso, de forma preventiva, recomendo o uso do SUPLEMENTO NEEM PET diariamente!

 

Além disso, as pulgas proliferam-se em locais de poeira e as pulgas que você enxerga (adultas) representam apenas 5% da população e as demais 95% estão no ambiente em forma de ovos, pupas e ninfas!

Com os carrapatos, não é diferente. Por isso, o cuidado apenas com o animal não é suficiente.Limpar o ambiente é tão ou mais importante que atentar-se ao animal!

 

O Uso do Multiuso Neem Pet ou do Openeem Plus no ambiente é ideal para limpar a casa e se livrar dos ovos e pupas que são mais difíceis de se combater. Por isso, cada produto tem sua função e especificidade! Falarei sobre a limpeza da casa em um próximo post.

Cuide bem de quem te ama incondicionalmente!

Beijos e até a próxima!

 

 

 

 

REFERENCIAS:

  1. Martinez, S.S. (Ed) (2002) O Nim – Azadirachta indica Natureza, Usos Múltiplos, Produção. Publicado pelo IAPAR – Londrina.
  2. Schmutterer, H. (1990) Annu. Rev. Entomol. 35: 271-97.
  3. Gandhi, M., R. Lal, A. Sankaranarayanan, C.K. Banerjeen& P.L. Sharma (1995) Biores. Technol. 51: 233-9.
  4. Raizada, R.B., M.K. Srivastava, R. A. Kaushal & R.P. Singh (2001) Food Chem. Toxicol. 39: 477-83.
  5. Chinnasamy, N., N. Harishankar, P. Uday Kumar & C. Rukmini (1992) Intern. J. Immunopharmacol. 14: 1187-93.
  6. Omoregie, E. & M.A. Okpanachi (1997) Acta Hydrobiol. 39: 47-51.
  7. Akhtar, M. (1997) Crop Prot. 16: 251-6.
  8. Panda, S. & A. Kar (2000) Pharmacol. Res. 41: 419-22.
  9. Raji, Y., I.A. Ogunwande, C.A. Osadebe & G. John (2004) J. Ethnopharmacol. 90: 167-
  10. Kazmi, S.A.R., N.M. Qadri & Y. Badar (2001) Pakistan J. Sci. Ind. Res. 44: 234-8.
  11. Raizada, R.B., M.K. Srivastava, R. A. Kaushal & R.P. Singh (2001) Food Chem. Toxicol. 39: 477-83.
  12. MOSSINI S.A.G & KEMMELMEIER C; Acta Farmacêutica Bonaerense – vol. 24 n° 1 – ano 2005
  13. SPEBER HASS, SHEILA editor. Neem: A hand-on Guide too ne of the worlds most versatile herbs.
  14. BRUCE JARVUS, PROFESSOR EMERITUS. “Neem: Benefits for Health and the Environmet”. Department of Chemistry and Biochemistry, University of Maryland. Page 21. Ano 2012

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *